• Investidor Sem Grife

Amazon: A História de uma Gigante

A Empresa

A Amazon é hoje a maior empresa varejista do mundo e está juntamente com a Apple e a Microsoft entre as empresas mais valiosas do mundo e hoje é avaliada em mais de 1 trilhão de dólares.


A história da Amazon é simplesmente fantástica, surgindo com um cara que abandonou uma carreira super promissora e que posteriormente, sempre com um foco diferenciado no gerenciamento e nas perspectivas de futuro da companhia, atingiu patamares impressionantes.


Então, nada mais óbvio do que começar contando a historia da Amazon ao falaremos sobre seu criador.

Jeff Bezos

Bezos, nasceu no dia 12 de janeiro de 1964 e sempre foi tido como uma criança e adolescente muito inteligente. Durante sua infância e adolescência, teve umas questões familiares complicadas, com o pai pouco presente mas ele acabou superando todas essas questões e se formou e começou a trabalhar em Wall Street na DE Shaw, uma das empresas mais inovadoras e que mais ganhava projeção no ramo de investimentos. 

História de Jeff Bezos, fundador da Amazon.

Foi quando em 1994, aos 30 anos, que ele decidiu sair da DE Shaw e fundar a Amazon baseado no método de minimização de arrependimentos.


Para ele, o maior arrependimento quando ele tivesse 80 anos, não seria não ter recebido bônus generosos em Wall Street mas sim não ter participado de algo que poderia mudar o mundo, como a internet por exemplo.


Para ele, o maior arrependimento é oriundo de você deixar de tentar fazer coisas grandiosas.

A História da Amazon

Então, Bezos pegou suas coisas, foi para Seattle e Fundou a Amazon, na garagem da sua casa. Entretanto, o primeiro nome da Amazon não foi Amazon e sim Cadabra, mas, isso logo mudou pois haviam confundido em um cadastro da empresa Cadabra com Cadáver e então ele optou por mudar o nome. 


Dessa forma, ele nomeou a loja de Relentless ou, na tradução, implacável. Inclusive, pesquisa aí no seu navegador relentless.com pata você ver em que site vai cair.

Mas esse também não durou e ele definiu que o nome da empresa deveria com a letra A. Isso tudo porque os buscadores da época mostravam os resultados de pesquisas em ordem alfabética. Então, olhando as palavras que começavam com a letra A no dicionário, ele chegou na palavra Amazon que foi escolhida por representar a grandiosidade do rio amazonas. Mesma grandiosidade que ele queria para sua empresa.

E Eu não sei se você percebeu mas a logo é uma carinha de felicidade com a seta amarela e apontando de A a Z no intuito de mostrar que a loja vende de tudo.

Crescimento

Agora que você já sabe a origem da Amazon, vamos para a parte que a empresa começou a crescer

O Primeiro ponto que devemos colocar é que a Amazon sempre teve o intuito de vender tudo pela internet mas viu nos livros a viabilidade de começar sua loja, por serem de mais fácil acesso. 

A história da Amazon Books.

Como a Amazon começou focando na venda de livros, eles tiveram muitos problemas com a Barnes & Noble, maior varejista de livros americana. Foram muitas disputas judiciais, por direitos, pelo desenvolvimento de produtos, foi uma confusão grande. Mas você deve saber quem saiu ganhando. 

Mas o que realmente fez com que a empresa começa a crescer de verdade e continuar nessa toada foi o foco no cliente que sempre foi o cerne da construção da empresa. Inclusive, Bezos sempre deixa uma cadeira vazia em suas reuniões para simbolizar os clientes e mostrar para onde seus executivos devem forcar as melhorias, ou seja, atender todas as reclamações e anseios dos consumidores. 


Em 1997 a Amazon fez seu IPO. Tiveram varias idas e vindas em suas ações, isso é óbvio. Mas se você tivesse investido Mil dólares, teria hoje mais 1 milhão 200 mil dólares.

Mas a trajetória não era simples. Um dia Bezos foi dar uma palestras sobre vendas na internet na Harvard Business school e a turma deveria dar suas perspectivas sobre o setor. E um dos alunos disse que seria muito difícil a Amazon continuar crescendo e até se sobreviver quando as grandes empresas se atentarem ao mercado online. Bezos disse que o garoto estava certo. Mas que ele deveria pensar que para uma empresa grande e que nasceu em outros perspectivas poderia ser muito difícil realizar essa mudança. Concluiu falando que só o tempo mostraria a verdade. 


Os primeiros anos pós IPO não foram a coisa mais agradável do mundo, eles estavam sendo processados não só pela Barnes & Noble mas também pelo Walmart que alegou que a amazon estava roubando seus segredos ao contratarem ex funcionários do Walmart. A treta estava instaurada.

Mas nesse mesmo momento, a Amazon começou a dar seus primeiros passos em direção a venda de outros produtos além de livros. 


Fez diversas aquisições de empresas que vendiam online, de empresas de tecnologia tudo que você imaginar para ofertar mais produtos para seus clientes e conseguir fazer isso de forma rápida. Inclusive, nessa época, foi realizada a compra do IMDb, empresa de banco de dados sobre filmes, que você já deve ter ouvido falar e a Alexa Internet, uma empresa de coleta de dados. Alexa? Isso mesmo, você já ouviu falar nela né? 


Essa parte do livro é muito interessante pois retrata o plano estratégico de Bezos, que apesar de ter errado em algumas ideias, sempre pensava no próximo produto que iria começar a vender com o objetivo de alavancar seu negocio para vender outros produtos. Então eles escolhiam um produto que desse a possibilidade de posteriormente escolherem outros produtos. 


Nesse período a empresa cresceu bastante, ganhou a confiança do mercado e Bezos ficou bilionário. Até a bolha das ponto com estourar.


Para você que não sabe, a bolha das ponto com foi quando empresas de tecnologia se envolveram em uma onda especulativa muito grande, que inflaram os preços dessas novas empresas da internet em valores astronômicos. Para você ter uma ideia, O Yahoo valia mais que a Disney nessa época. As ações da Amazon chegaram a cair de 113 dólares para 5 dólares.

Entretanto, diferentemente de outras empresas que quebraram após a bolha, a Amazon era uma empresa real

Ela seguiu focada em seus clientes e em 2005 anunciou fretes grátis e entregas rápidas via Amazon prime. O programa basicamente faria com que a Amazon perdesse dinheiro em todas as vendas executadas. Mas, sempre pensando nos clientes.


E nessa ideia, a Amazon foi diversificando sua linha de empresas, fundou a Amazon Web Services ou simplesmente AWS, que é responsável por grande parte do lucro da companhia como um todo. E também fez aquisições importantes ao longo de sua história que lhe trouxeram bons frutos: entre as aquisições estão a Audible, o Whole Foods, a Twitch e o Zappos. Vale também lembrar que a Amazon continua implementando mais produtos para o Amazon Prime, aumentando a interação de seus produtos e facilitando a vida de seus clientes. 


Por fim, para não ficarmos apenas em elogios e caminharmos para o final, vale ressaltar, que uma boa parte dos funcionários da Amazon não é muito fã do estilo Bezos de trabalho não.


Ele sempre foi muito rígido e as vezes grosseiro segundo relatos. Ele fazia com que os funcionários pagassem pelo estacionamento e que os funcionários de mais alto escalão viajassem apenas de casse econômica. O que enfurecia alguns diretores. 


Bezos também aboliu os Powers Points na Amazon. Para ele, uma reunião tem que ser pautada em anotações escritas na mão de no mínimo 6 paginas sem abreviações. Para ele essas anotações deveriam levar, ao menos, uma semana para ser elaborada. Se fosse feita em 1 ou 2 dias, não agregaria em nada. 

E aí você queria ter um chefe como o Bezos? Eu queria, no final vale a pena. 


Duas Grande Lições

Visão de longo prazo: Bezos sempre teve uma visão de longo prazo, para ele o o futuro da amazon não dependia de pequenos erros. E por isso, ele sempre foi muito relutante em abrir Mao de suas ações e sempre seguiu com o lema ousadia mesmo após fracassos. 


Foco no consumidor:  É a melhor maneira de não ficar para trás e sempre inovar. Eu inclusive fiz um post sobre empresas que falharam ao inovar, vou deixar aqui para vocês.


E muitas delas optaram por lucros crescentes no curto prazo ao invés de focar no longo prazo. Fora isso, muitas vezes desconsideravam as necessidades e desejos de seus clientes. 

Curiosidade

O fundador do Amazon é uma das pessoas com a risada mais excêntrica de todas. Acompanhe a seguir uma peculiaridade marcante do fundador da Amazon.

Ajudou? Se sim, segue lá no Instagram e se inscreve no canal do Youtube para ficar atualizado de todas as novidade do Investidor Sem Grife!