• Investidor Sem Grife

Explicação e Resumo do Filme A Grande Aposta

A Crise de 2008

A Crise de 2008, a Bolha Imobiliária Americana, a Crise dos Subprimes, seja como você queira chamar foi um movimento que para muitas pessoas de fora do mercado, é complexo e de difícil compreensão. Por isso, recomendo que você leia este texto que escrevi sobre a Crise dos Subprimes para que fiquemos no mesmo patamar na explicação do Filme a Grande Aposta ou The Big Short.

Capa Do Filme "A Grande Aposta"

O Filme a Grande Aposta

Poise bem, antes de mais nada, é preciso que a gente comente o início do filme "A Grande Aposta" ou "The Big Short", onde é explicado o que é um CDO (Collateralized Debt Obligation). Um homem do mercado financeiro na década de 1970, decide que seria melhor vender títulos hipotecários de forma conjunta, devido a relação risco retorno. Dessa forma surge um dos principais vilões da crise de 2008, o produto financeiro intitulado de CDO.


Nessa introdução existem também imagens que vão de encontro com um dos principais causadores da Bolha Imobiliária, que foi a forma como o FED (Banco Central Americano) e o Governo americano incentivavam a cessão de crédito imobiliário, chegando, inclusive, a forçarem os bancos a emprestarem dinheiro sem que soubessem da capacidade do indivíduo de honrar com a dívida.


Personagens do Filme A Grande Aposta:


Michael Burry

Logo após essa introdução, vem a apresentação do Grande personagem do Filme, Michael Burry. O Gestor do Fundo SCION CAPITAL, é introduzido como um cara que tem dificuldades de se relacionar, muito introspectivo mas com grande capacidade analítica. Em sua primeira aparição em uma entrevista que ele faz com um garoto para uma vaga de estágio, em 2005, ele aparece já desconfiado do mercado imobiliário americano e decide interpretar os títulos hipotecários presentes em alguns CDO`s. Dessa forma ele descobre que a inadimplência vai subir e que em um momento ou outro, vai ocorrer um colapso no sistema financeiro dos Estados Unidos.


Com essa decisão tomada, ele vai a alguns bancos americanos com o intuito de conseguir operar vendido / apostar contra esses CDO`s. Ele queria comprar produtos financeiros que funcionavam basicamente como seguros em caso das pessoas parassem de pagar a hipoteca e consequentemente quebrassem os CDO`s. Esses produtos foram criados especialmente para ele já que ele era uma das primeiras pessoas a querer apostar contra títulos de hipoteca, considerado um dos investimentos mais seguros do país. Esses produtos que funcionavam como uma espécie de seguro para os CDO`s eram chamados de CDS (Credit Default Swap).


Então muitas vezes, durante o filme, apostar contra o mercado imobiliário era sinônimo de comprar CDS.


Michael Burry, então, conseguiu comprar esses CDS`s dos bancos e passou a esperar com que a bolha estourasse.

Mark Baum

Mark Baum é um outro gestor de fundo que é apresentado como um cara amargurado, e desiludido com a vida devido a questões pessoais e profissionais. Seu fundo recebe uma ligação por engano de Jared Vennett (personagem que vou falar posteriormente) falando sobre apostar contra alguns CDO`s via CDS`s.


A primeira reação de Baum foi simplesmente questionar, "tem como apostar contra títulos hipotecários americanos? Eles não eram totalmente seguros? ". Entretanto, como bom curioso, Mark Baum e sua equipe foram atras do homem da ligação para saber mais sobre isso. Após uma reunião com Jared Vennett, ele e seus sócios decidem fazer uma pesquisa de campo para compreender se realmente era possível existir uma bolha no mercado imobiliário.


Nessa pesquisa de campo, eles descobrem que existem diversas empresas que concedem empréstimos ilegalmente a taxa variáveis exorbitantes e que uma hora ou outra, as pessoas que pegavam os empréstimos não conseguiriam pagar e essas empresas, por sua vez, não pagariam as casas.


Além disso, em uma conversa com uma stripper, Mark descobre que a bolha realmente existe ao ela falar que está pagando 5 casas diferentes a taxas ajustáveis.


Ele inclusive entra em contato com a agência de risco que estava classificando esses CDO`s como Triple A, ou seja, muito seguros, a fim de questionar essa segurança irreal. Entretanto a resposta foi desanimadora: "se eu não der essa classificação de risco, outra agência dará".


Jared Vennett

Jared Vennet era um trader do Deutsche Bank que estava procurando investidores para apostarem contra o mercado imobiliário americano, que segundo ele, entraria em colapso. Foi ele quem ligou, por engano para o fundo de Mark Baum falando sobre os CDS`s.


De personalidade mais egocêntrica e vaidosa, ele é o que mais tem a cara de Wall Street de todos os personagens do filme.


Jamie e Charlie

Dois jovens que são intitulados pelo próprio filme como os garotos que fizeram 100 mil virarem 30 milhões por meio de operações apostando em coisas que ninguém achava possível que acontece-se. Em resumo, eram 2 jovens muito bem sucedido na estratégia de derivativos e estavam agora, atrás de uma licença para que eles pudessem negociar CDS`s. Sem saber dos requisitos mínimos necessários para que eles possam ter essa licença, eles vão aos bancos e tomam portas na cara.


Entretanto, eles conheciam Ben, que era um ex operador do Chace (banco americano) que consegue uma licença para que eles possam operar apostando contra o mercado imobiliário americano.


Ben Rickert

Ben Rickert é um cara realmente diferente, para dizer o mínimo. Claramente uma pessoa também pouco sociável, e fria. Com diversas teorias da conspiração em sua cabeça e com um fobia de germes bem evidente, ele é o cara que trouxe experiencia e fez com que fosse possível que Jamie e Charlie fizessem fortuna.

O Grande Momento do Filme "A Grande Aposta"

Enquanto Burry, segue em seu escritório tentando controlar os ânimos de seus investidores vendo o fundo cair quase 20%. Os outros personagens do filme, vão a Las Vegas para o fórum mais importante sobre produtos financeiros do ramo imobiliário.


Em Las Vegas, todos saem mais convictos ainda de que a bolha é real. A conversa mais emblemática é de Mark Baum com um gerente do Banco Merrill Lynch (que em 2008 teve que ser vendido para o Bank Of America devido ao risco eminente de solvência).


Nessa conversa, ele descobre que novos CDO`s estavam sendo criados com outros CDO`s dentro deles já que o mercado imobiliário já não estava mais tão aquecido e consequentemente já não estava mais gerando muitos títulos hipotecários. Dessa forma, para dar sequência em lucros exorbitantes e nessa pirâmide de transmissão de risco, foram criados CDO`s que tinham dentro dele outros CDO`s e alguns títulos hipotecários.


Além desse produto, Mark ainda descobriu a existência de CDO`s sintéticos que na verdade eram uma mistura de CDO`s com CDS`s que eram seguros de outros CDO`s que não estavam dentro do CDO sintético.


Pois é, a cara da enrolação né?


Mark Baum, nesse momento decidiu aumentar a sua posição contra o mercado imobiliário.


A Questão Ética Tratada no Filme a Grande Aposta

O Filme relata muito a questão moral e ética envolvida nessas operações. Após o investimento desses personagens gerarem milhões, todos eles passam por um confronto ético moral.


Primeiramente, ainda em Las Vegas, Ben adverte Jamie e Charlie que eles ganharem dinheiro com isso, era a forma certa de se proteger dessa crise. Entretanto, não era motivo para que eles comemorassem já que o resultado disso seriam milhões de desempregados.


Outro grande embate ético foi o de Mark Baum ao lucrar com isso, ele foi o último a se desfazer de sua posição e embolsar o lucro. Para ele, isso era como fazer parte do jogo sujo e que no final das contas os bancos sairiam ilesos dessa fraude com o auxilio de dinheiro público, do contribuinte. Vinne, seu sócio o convence de que aquela era única forma que eles tinham de se proteger. Só ai, nesse último momento, Mark opta por vender sua posição apostada contra o mercado imobiliário e lucrar milhões.


Por fim, após uma carta aos investidores, relatando lucros gigantescos, Michael Burry decide fechar o fundo.


Detalhes interessantes do Filme:

Durante o filme, Michael Burry que é chamado de Dr Burry por ter formação em Medicina, lê um livro chamado "Scions of Shannara" que é um livro de ficção e aventura que dá nome ao fundo de investimentos por ele criado após sair da faculdade de Medicina.


Ao pegar um voo para Nova York para se encontrar com Jamie e Charlie, Ben de máscara (para não pegar doenças) e sem encostar em nada, passa por um póster da cidade de Nova York na época em que Mike Bloomberg era prefeito da maior cidade do mundo. Mike Bloomberg é um multibilionário criador da Plataforma Bloomberg e disputou as preliminares da campanha presidencial americana de 2020.


Dos personagens do filme, o único que concordou com a utilização de seu nome verdadeiro foi Michael Burry. Os demais, apesar se representarem alguém da vida real, utilizam nomes diferentes da realidade. Todos que aparecem no filme contribuíram e aceitaram a produção do filme.


No final do filme é falado que após a rentabilidade de mais de 470% em 3 anos, Burry fecha seu fundo Scion Capital. Essa é uma verdade, entretanto, após algum tempo Michael Burry reabriu o fundo com poucos investidores intitulado Scion Asset Management e com sede na cidade de Cupertino na California, que é conhecida por ser também a sede da Apple.

Ajudou? Se sim, segue lá no Instagram e se inscreve no canal do Youtube para ficar atualizado de todas as novidade do Investidor Sem Grife!