• Investidor Sem Grife

O Investidor Sem Grife

A ideia do blog investidor sem grife é fazer jus ao nome e ir contra a ideia de que para ganhar dinheiro nos investimentos você precisa ser O Analista, saber todos os vocábulos do mercado financeiro. Muito pelo contrário, uma vez que analises estão disponíveis aos montes pelas casas de pesquisa, é só saber escolher as corretas.


Obviamente que um investidor deve saber escolher suas próprias empresas e ficar atento a realidade destas, entretanto é difícil acreditar que você, pessoa física e que trabalha com outra coisa, vai conseguir ter a mesma capacidade analítica e de acesso a informação que o pessoal que vive disso.


A partir daí entra um pouco da filosofia na qual acredito ser a vencedora.


O ser humano é notadamente manipulável pelo ambiente ao seu entorno. Na grande maioria das vezes, é realmente produto do meio. E quando digo produto do meio, quero dizer que tendem a fazer o que os outros estão fazendo, se, por exemplo, uma ação está caindo, ou seja, mais pessoas estão vendendo do que comprando, logo, por efeito manada, o investidor inexperiente vai na onda e vende. A questão é: como se diferenciar dos seus arredores e fazer mais e melhor?


Nos investimentos é a mesma coisa, quem consegue remar contra a maré também consegue mais retorno. “Comprar na alta e vender na baixa” talvez seja o clichê mais verdadeiro do mercado, mas também o mais difícil de ser colocado em prática. Por isso, ao invés de dificultar os investimentos com termos rebuscados ou tecnicidades, vamos primeiro, aprender a colocar o bordão mais famoso do mercado em execução? Vamos fornecer diversos exemplos de acontecimentos que não tem por consequência mudanças estruturais na sociedade/economia e que se apresentaram como grande oportunidade de compra/enriquecimento. Só nos últimos 2 anos tivemos dois ótimos exemplos: o fatídico Joesley Day e a greve dos caminhoneiros.


O investidor se destaca mais nesses momentos do que na análise, ou escolha de ações propriamente dita pois de nada adianta você escolher e estar confiante em um setor/empresa se vender na primeira queda de 20%.


Resumindo, estudem sobre tudo, valuation, leitura de balanços setores (vai poder escolher sua casa análise melhor), história de empresas, macro e microeconomia, saia na rua e faça sua leitura empírica do mercado, aprendam até sobre gráficos, tudo, absolutamente tudo pode ser útil na hora de tomar uma decisão mas, por favor, guarde um espaço especial para o estudo e treinamento da inteligência emocional.


Essa é a ideia do investidor sem grife.