• Investidor Sem Grife

Resumo do Livro "O Homem Mais Rico da Babilônia"

O que o homem mais rico da babilônia pode te ensinar:

A babilônia foi a cidade central da civilização babilônica na mesopotâmia. Situada onde atualmente se encontra o Iraque, a cidade em seus tempos áureos era uma das mais prósperas do mundo justamente por ter entre seus cidadãos muitos comerciantes que se relacionavam muito bem com dinheiro.


Apesar de hoje em dia termos muito mais recursos para lidar com o dinheiro como bancos, cartões e corretoras, a essência da relação do homem com o dinheiro não mudou e os ensinamentos do homem mais rico da babilônia ainda são muito válidos.

Templo da babilônia.

Toda a trama do livro “O Homem Mais Rico da Babilônia” começa quando Bansir, um fabricante e carruagens, que sonhava em ser um homem de posses resolve procurar Arkad, o seu amigo de infância que havia se tornado o homem mais rico da babilônia. Já percebemos nesse momento dois fatores fundamentais para quem deseja acumular riqueza.


Primeiro, ter essa vontade e não sentir vergonha dela e segundo, procurar ajuda daqueles que conseguiram êxito nessa missão. A partir desse momento, são os ensinamentos de Arkad que tomam conta do livro.

“Uma parte de todos os seus ganhos pertence exclusivamente a você.”

Essa frase pode parecer óbvia. Claro que se eu trabalho, meus ganhos pertencem a mim. Mas se pararmos para pensar no destino dos nossos ganhos, veremos que não é bem assim. Quando não guardamos nada do que recebemos, estamos na verdade trabalhando para remunerar outras pessoas que nos oferecem serviços ou produtos.


O dinheiro só pertence realmente a nós quando o acumulamos e podemos fazer ele trabalhar em nosso favor. Se eu gasto todo meu salário e não guardo nenhuma parte dele, remunerei várias pessoas ao longo do mês, como o dono do supermercado, o dono da loja de roupas, o dono da boate, e todas as pessoas envolvidas em me oferecerem os serviços e produtos que consumi, mas não remunerei a mim mesmo.


Em resumo, trabalhei o mês inteiro para outras pessoas.

“Sete soluções para a falta de dinheiro”

Nem sempre a Babilônia foi rica e próspera. Seu desenvolvimento veio através da sabedoria de seu povo que buscava ser próspero. E assim como eles, qualquer um de nós podemos aprender a ser prósperos. Foi com esse intuito que Arkad contou a Bansir e outros moradores da região, as sete soluções para a falta de dinheiro, que podem ser encaradas como lições para alcançar a prosperidade financeira.



1- Comece a fazer seu dinheiro crescer: O primeiro passo para fazer o seu dinheiro crescer é poupar. Arkad sugere que guardemos uma de cada dez moedas que ganhamos e exemplifica com uma analogia simples: Se todo dia um vendedor de ovos colocar em sua cesta 10 ovos e vender apenas 9, um dia a cesta irá transbordar. Com as suas finanças pode acontecer a mesma coisa.

2- Controle seus gastos: Como guardar 10% de tudo que ganho se não sei quanto eu ganho e com o que eu gasto? Essa é a importância de ter um orçamento, conhecer o caminho do seu dinheiro, de onde ele vem e para onde ele vai. Além disso, devemos colocar o valor que estipulamos para guardar como um gasto fixo mensal e separar no momento em que recebemos nossos salários ou rendimentos, de modo que não corremos o risco de chegar no final do mês sem ter essa quantia para investir porque gastamos com outras coisas.

3- Multiplique seus rendimentos: O ponto principal aqui é fazer seu dinheiro trabalhar para você. De nada adianta guardar seu dinheiro e deixar ele parado, se desvalorizando por causa da inflação. Procure investimentos que estejam de acordo com seu perfil de risco e que tragam um retorno razoável para aquele risco que você esta correndo.

4- Proteja seu tesouro contra a perda: Como já diria Warren Buffett, ao lidar com dinheiro, a Regra número 1 é não perder dinheiro e a Regra número 2 é nunca se esquecer da regra número 1.


Não precisamos acertar muito se erramos pouco e pequeno. Buscar investimentos seguros para parte do nosso capital e fazer a análise de risco de nossos investimentos é fundamental para termos sucesso em nossas vidas financeiras.

5- Façam do lar um investimento lucrativo: Essa é uma das partes polémicas do livro. Arkad diz que para uma família ser próspera ela deve ter um pedaço de terra próprio onde possa morar. Talvez, nos dias de hoje essa afirmativa não seja tão valida, já que financeiramente pode compensar mais morar de aluguel do que ter uma casa própria. Mas aí, cabe uma análise mais profunda da situação de cada pessoa.


6- Assegure uma renda para o futuro: O pensamento no longo prazo e na aposentadoria é fundamental na hora de escolhermos nossos investimentos. De nada adianta trabalhar a vida inteira e não conseguir uma renda para se aposentar. Uma das maiores vantagens de se ter dinheiro, é poder controlar seu tempo e o que você faz com ele, e com certeza, quanto mais velhos ficamos, mais nosso tempo é precioso.

7- Aumente sua capacidade para ganhar: Quanto mais você ganha, mais consegue poupar e mais consegue investir.


Pense sempre em maneiras escaláveis de ganhar dinheiro para que você tenha cada vez mais dinheiro trabalhando para você, e consiga assim aumentar sua fortuna de maneira exponencial.

“Os homens de ação são favorecidos pela Deusa da sorte”

Podemos dizer que existe sorte sim, oportunidades de negócios que aparecem de maneira inesperada ou pessoas que conhecemos em um determinado evento e que nos abrem portas são fatores que muitas vezes não controlamos e não dependem do nosso esforço. Mas de nada adianta termos sorte se não estamos atentos e preparados para as oportunidades que nos aparecem sem que estejamos esperando. Além disso, quanto mais trabalhamos e nos esforçamos, mais esse tipo de situação tende a acontecer. Se ficarmos parados esperando a sorte chegar até nós, será difícil conseguir sair do lugar. A sorte começa a aparecer quando nos movemos.

“As 5 leis do ouro”

No começo de uma caminhada em busca de uma vida próspera financeiramente falando, essas leis do ouro são mais importantes do que ter dinheiro pois elas irão te proporcionar um caminho mais fácil e seguro. É sempre muito vantajoso aprender com o erro dos outros e com os ensinamentos daqueles que já passaram por situações que vamos passar ao longo de nossa caminhada.


1- Primeira lei: O ouro vem de bom grado e numa quantidade crescente para todo homem que separa não menos de um décimo de seus ganhos, a fim de criar um fundo para o seu futuro e o de sua própria família.

2- Segunda lei: O ouro trabalha diligente e satisfatoriamente para o homem prudente que, possuindo-o, encontra para ele um emprego lucrativo, multiplicando-o como os flocos de algodão no campo.

3- Terceira lei: O ouro busca a proteção do proprietário cauteloso que o investe de acordo com os conselhos de homens mais experimentados em seu manuseio.

4- Quarta lei: O ouro foge do homem que o emprega em negócios ou propósitos com que não está familiarizado ou que não contam com a aprovação daqueles que sabem poupá-lo.

5- Quinta lei: O ouro escapa ao homem que o força a ganhos impossíveis dá ouvidos aos conselhos enganosos de trapaceiros ou que e fraudadores ou que confia em sua própria inexperiência e desejos românticos na hora de investi-lo.

Essas leis se aplicam as mais diversas situações que vivemos no nosso dia a dia, e seguir elas, pode trazer resultados satisfatórios quando o assunto é o acúmulo de capital.

“É melhor uma pequena cautela do que um grande remorso”

Voltamos novamente a questão da importância da segurança ao investir. Pequenos cuidados que tomamos na hora de realizar nossos investimentos, podem evitar grandes perdas.


Uma análise mais profunda de determinada empresa ou negócio, saber "na mão de quem" estamos colocando nosso dinheiro e qual é o histórico dessa pessoa ou empresa, não acreditar na promessa de ganhos exorbitantes em um curto período de tempo, são atitudes que podem proteger nossos investimentos e evitar que tenhamos um grande remorso no futuro.


O livro pode ser brevemente resumido em: poupe ao menos 10% de sua renda e invista esse montante com segurança e com pessoas experientes de modo que esse dinheiro comece a trabalhar para você e, no futuro, você tenha uma renda que possa sobreviver com ela.


Ajudou? Se sim, segue lá no Instagram e se inscreve no canal do Youtube para ficar atualizado de todas as novidade do Investidor Sem Grife!